Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \31\UTC 2010

 

Benjamin Teixeira
pelo Espírito Gustavo Henrique.

Prezado companheiro em ideal:

Se o tédio te acossa a psique, quando te aplicas ao reto cumprimento de teus deveres, estás sob império de um dos testes mais insidiosos que atormentam almas nobres, em toda cultura e atividade, época e lugar: o fastio, que se infiltra, sorrateiro, nos tecidos da mente, insinuando – não por grandes dores ou provações espetaculares, mas tão-só pelo desânimo contumaz – que te dedicas a tarefa destituída da importância que lhe atribuis e que desperdiças tempo e energia com algo inútil ou despropositado.

Assim, estes agentes do tédio (sejam de fato inteligências desencarnadas que articulam tais expedientes, visando a desviar os servidores da Luz de seus postos de serviço; sejam mesmo forças de teu próprio inconsciente, viciado em séculos de educação indevida, reencarnação sobre reencarnação, a te sabotar os intentos ainda bruxuleantes de te devotares ao Supremo Bem) subtraem-te forças, neutralizando-as quase que de todo, deixando-te à margem de tua senda de trabalho e realização pelo bem comum, à míngua da empolgação pelo fanal que te inspirava na véspera (ou nos anos pregressos), a observar a passagem monótona dos dias, sem acontecimentos de vulto, sem emoções, sem nada que se te afigure o cumprimento de um grande destino… Ah… a vaidade… a vaidade… Ah… o ego, o ego… Ah… que falta de Espírito, que tudo sabe suportar e transformar, pela persistência nos próprios propósitos, em função de sua fé e de seu impulso solidário inabaláveis…

Contemporiza, porém, estimado amigo, pois que toda personalidade de destaque, do pretérito ou dos dias atuais, no campo das realizações louváveis do espírito, da cultura, das artes ou das ciências, da filosofia ou da religião, do estadismo ou do jornalismo e comunicação de massa, atravessaram e atravessam crises desta natureza, e não só uma ou duas vezes, mas reiteradamente, sendo submetidas a seus tentáculos vampirizantes.

Alerta-te, enquanto é tempo, e renova-te, no estuário inesgotável da prece, sorvendo-lhe as águas lustrais de Cima e banhando-te por dentro d’alma, escoimando-te das sujidades psicológicas e morais, a se te fixarem na epiderme da consciência eterna, que anseia, mais que tudo, pela liberdade do mergulho definitivo em Deus e Seus Fluxos de Perfeita Vontade… sua única e verdadeira felicidade…

Recolhendo-te em meditação e reflexão digna, na comunhão com os Seres do Alto, renovarás as forças exauridas do espírito, e poderás repaginar a feição, a tessitura e mesmo as estruturas do ideal que te absorve o coração e se constitui, para tua alma, no vértice fundamental da vontade de viver.

Por fim, repousa um pouco, não te leves muito a sério, toma ducha demorada, conversa com os amigos, assiste a um filme de teu agrado, sai rapidamente, a espairecer a mente, e torna depois a tuas ocupações de dever e amor puro, refeito e tranquilizado.

(Texto recebido em 15 de novembro de 2009.)

 

Anúncios

Read Full Post »

*Liberdade*

A liberdade, como todas as demais conquistadas da alma, só será alcançada verdadeiramente se for compartilhada com os outros…Para estar em plena liberdade, precisaremos nos soltar, fluir pelos ritmos da vida. Muitas vezes, é no “ato de perder” que encontramos a razão da própria existência…( Hammed )

Read Full Post »

*Grande Amores*

Benjamin Teixeira
pelo espírito Eugênia.

Seus amigos e irmãos, filhos e mentores são os seus grandes amores.

Não se iluda, supondo que relações movidas a atração sexual, puramente, sejam verdadeiras. Quando o amor se expressa em conúbio sexual, ótimo. Mas quando há sexo, sem o laço primordial do amor, existe apenas degradação e morte moral.

Aquele que o procura, sequioso de carinho;
Aquela que o vê como porto seguro;
Aquel’outro que dá suporte a seu coração;
Aquela mais que lhe oferece estímulo a seguir…
Aqueles por quem se sente responsável, bem como os que cuidam de você sem intenções ocultas… esses são seus verdadeiros irmãos, seus grandes amores, aqueles que a Divina Providência enviou a seus caminhos, para lhe ensinarem a arte de amar e ser feliz, sem preconceitos, além de todas as barreiras, sejam biológicas, sociais, culturais ou etárias.

Ensaiando amor irrestrito uns com os outros, exercitamos o amor incondicional que um dia nos arrebatará para o Divino.

Encarnados ou desencarnados, seguimos todos juntos rumo a Deus, ansiando todos pelo amplexo definitivo que nos roubará para a Eternidade…


(Texto recebido em 4 de fevereiro de 2003. Revisão de Delano Mothé.)


 

Read Full Post »

Benjamin Teixeira
pelo espírito Eugênia.

Você está triste e liga a TV ao acaso, que sintoniza uma estação com programação de comédia.

Está pensando em um amigo e encontra-se casualmente com ele, no supermercado, reatando velhos laços de fraternidade e partilha.

Está atravessando uma séria crise existencial, e a mensagem do dia do site do Salto Quântico ou de qualquer outra fonte espiritual lhe cai como uma luva para as questões íntimas que está sofrendo, fornecendo-lhe orientação e consolo.

Resolve passear e encontra um out-door que lhe transmite recado diretíssimo a seus dilemas vivenciais.

Vai ao cinema e o tema desdobrado na tela parece retratar suas problemáticas pessoais e sussurrar-lhe idéias sobre como solucioná-las.

Está com um conflito de difícil erradicação e alguém lhe surge desabafando o mesmo drama interior, e você se nota, para sua surpresa, apresentando, para a pessoa suplicante de ajuda, um fluxo de inspiração para a pendenga, que não sabia ter dentro de si.

Você está rindo gostosamente, com seus amigos, e coincidências curiosas aumentam o clima do riso, com situações hilárias e mesmo burlescas.

Algumas vezes, estranho e angustioso silêncio divino parece lhe indicar estar só, ou pior: casualidades infelizes parecem conspirar contra você, dificultando ou mesmo impedindo a efetivação de determinados projetos de vida. Mas, se refletir sobre tais situações de desamparo ou bloqueio, mais tarde, sempre notará que foram salutares, seja como estímulo a desenvolver a própria força, autonomia e segurança, seja para desviá-lo de uma rota perigosa e sofrida.

Em outras circunstâncias, sua vida toma rumo inesperado e oportunidades de emprego ou soluções para novo negócio surgem, como que do nada.

Você encontra, acidentalmente, em situação de rotina, a alma gêmea de sua alma, com quem se casar e dividir sua existência e seu destino, ou mesmo um amigo-irmão ou sócio com quem somará forças para a realização de grandes coisas.

Resolve pendências que até pouco tempo mostravam-se totalmente insolúveis.

Facilidades de toda ordem vêm favorecer o fluxo dos acontecimentos bons, ou, por outro lado, misteriosas dificuldades criam obstáculos no seu caminho para a realização de determinadas empreitadas.

É, meu amigo. Você não está só. Mas nenhuma força numinosa violentará seu direito de se sentir e viver solitário das Potências Maiores da Vida. E é por isso que, muitas vezes, quem descrê ou se revolta contra Deus, se sente realmente só e tudo perde a graça, a cor, o mistério e a vida, como se o Universo se escondesse delas.

Entretanto, você pode aumentar esse fluxo de facilidades e auxílio, meditando sobre o divino e o espiritual, orando, realizando práticas meditativas e oracionais, fazendo o bem na sua e na vida de outras pessoas. Mantendo, assim, tais disciplinas, apure a atenção e notará, em torno de você, os afagos e mimos numerosos do Criador, como se braços macios o conduzissem em toda parte para o melhor, sempre.

Em meio à torrente de coincidências significativas e benéficas, notará, às vezes, seus mentores e amigos espirituais, que estarão tomando providências para auxiliá-lo em todos os sentidos. Outras vezes, além deles, padrões intemporais de energia e consciência, em nome do Ser Soberano, favorecem o curso de certas ocorrências, coordenando bilhões de variáveis, para melhor ou para pior, em função de sempre beneficiá-lo em última análise, propiciando-lhe crescimento, amadurecimento e paz.

Deus está ao seu lado, sempre. Não tema. Sua Infinita Bondade o(a) acompanha em toda parte. Siga suas intuições de bem fazer, siga os alvitres bondosos de seu coração, e, assim, não observe apenas o fluxo e as sincronicidades que o visitam de toda parte: torne-se você também canal de auxílios espirituais para outras pessoas, seja num aperto de mão caloroso, num sorriso fraterno e desarmado, numa palavra prenhe de carinho, em ouvidos atentos e compreensivos, na doação vultosa ou diminuta que faça a instituição de caridade, no tempo livre que oferece a serviço da solidariedade para com os menos favorecidos da sorte.

Deus o observa, como um grande, risonho e amoroso Olho Gigante que tudo vê e tudo ama, dando, volta e meia, umas piscadelas bem humoradas para você, sem que note claramente, observando-o com o mesmo carinho dadivoso de uma mãe (infinitamente maior, na verdade), ao contemplar os primeiros passos de seu bebezinho amado, a dizer, sempre, aos ouvidos de sua consciência:

“Estou aqui, meu filho (minha filha), estou aqui… para sempre… por mais que enlouqueça ou se afaste da trilha do bem… eu tentarei trazê-lo(a) de volta… e sempre cuidarei de você… com todo amor… infinito amor… e não descansarei de intervir em seus caminhos… até que você seja plenamente feliz… plenamente…”

(Texto recebido em 26 de fevereiro de 2003.)

Read Full Post »

*Sentindo-se Sujo*

Benjamin Teixeira
pelo espírito Eugênia.

Você se sente sujo, com a experiência negativa em que se permitiu incorrer. Reprova-se em seu mundo interior, considera-se um pária moral. Tem-se em baixa conta e se suplicia em mil condenações silenciosas.

Não se entristeça, assim, porém. A queda deve propiciar-lhe a visão de humildade, o sentimento de busca do progresso, o estímulo à persistência no trabalho de auto-reforma, e não o contrário, como lhe ocorre. Altere, então, imediatamente, o padrão, e olhe para cima.

Quem lhe disse que você não é digno? Por mais que tenha caído, sabe que Deus permitiu lhe acontecesse isso? Ou seja, a sua queda ainda pode ser revertida em benefício para você mesmo e para os que se beneficiarem do seu progresso.

Quem lhe disse que você não é bom? Se não fosse, não estaria sequer reconhecendo o seu equívoco.

Quem lhe disse que não pode se soerguer da lama? Não fosse isso possível, e não estaria, nesse momento, buscando-nos em prece.

Relaxe, e permita-se aceitar-se na condição de criatura falível, mesmo na área e do modo que menos lhe agrade. Trata-se de uma provação, um teste, uma experiência necessária a sua evolução. Tudo isso, todavia, deixará um saldo positivo ao final. É só você ficar atento, aberto e seguir: vai dar tudo certo.

(Texto recebido em 3 de junho de 2000. Revisão de Delano Mothé.)

Read Full Post »

*Respeito*

Somente optando pelo auto-respeito é que conseguiremos  o respeito alheio. Encontraremos nos outros a mesma dignidade que damos a nós mesmos…Num futuro breve, quando a mulher se legitimar pelo que é e por onde quer chegar, adquirirá o respeito – dos outros e de si mesma…( Hammed )

Read Full Post »

*Quem Será Salvo*

Benjamin Teixeira
pelo espírito Anacleto.

Não se lamente sobre algo que esteja acontecendo em sua vida: veja em que está errando ou se omitindo (o que constitui um erro mais grave) e corrija a sua conduta, para corrigir a situação.

Não se sinta impotente: trabalhe para expandir suas capacidades, discipline-se no exercício constante das habilidades que julgue essenciais ao cumprimento de sua missão na Terra. Esforce-se continuamente, porque o mundo não é daqueles que descansam, mas dos que lutam.

Talvez se sinta fraco. Então, labore por se tornar forte. Talvez se sinta viciado. Abolir o vício, sem autocomplacência, faz-se uma urgência. Talvez se sinta apavorado. Chegou, então, a hora de mudar de foco a mente, concentrando-se nos propósitos maiores de sua existência, e a adversidade perderá força de influência sobre você.

Não transfira responsabilidade para ninguém nem nada. Você é dono de si, é senhor de seu futuro, artífice de si próprio. Se algo não vai bem, tome providências no sentido de melhorar. Se quer ser feliz, mobilize-se nesse sentido, experimentando, tentando, tornando a tentar, persistindo sempre. Se não está realizado, medite, estude, consulte-se com gente abalizada, mas não se conforme com a frustração, em hipótese alguma. Você é um soldado de Deus, um guerreiro da Luz, um embaixador das Alturas. Acomodar-se à mediocridade de suas fraquezas é sentenciar-se à infelicidade, ao tédio e à decadência.

O mundo, repito, não é dos que descansam, mas dos que lutam. Já disse Jesus: “Não vim trazer a paz, mas a espada”. Que você, prezado amigo, possa chegar ao fim de sua atual existência física e dizer, de consciência tranqüila, o que declarou o Apóstolo Paulo: “Lutei o bom combate”. Arroste as trevas de si mesmo, enfrente o dragão da preguiça, da indiferença, do medo. Lute, tenazmente, contra o monstro do desânimo. Seja você o guerreiro que nunca entrega as armas, que nunca desiste, que morre heroicamente na vanguarda da batalha, mas jamais deserta. Seja você daqueles a que Jesus aludiu, entre suas últimas palavras na Terra: “Aquele que perseverar até o fim, esse será salvo.”

(Texto recebido em 22 de agosto de 2000. Revisão de Delano Mothé.)


 

Read Full Post »

Older Posts »